jc

Microagulhamento

O microagulhamento é uma das técnicas mais eficazes para o rejuvenescimento da pele. Os resultados são surpreendentes em cicatrizes de acne e catapora, cicatrizes pós-cesariana e pós-acidentes, cicatrizes pós-cirurgias corretivas e pós-queimaduras, em estrias e em rugas finas e profundas. Além disso, é excelente para tratar flacidez do rosto e envelhecimento do colo, manchas na pele e alopecia (queda de cabelo).

O aparelho possui um rolo com diversas agulhas esterilizadas e de aço cirúrgico. Esse rolo é aplicado na pele, provocando pequenas punturas, que aumentam a vasodilatação, estimulam a formação de colágeno e também aumentam a absorção de alguns medicamentos direto na pele, o chamado drug delivery. O procedimento pode ser feito em qualquer lugar do corpo, como rosto, colo, pescoço, mãos, braços, seios, coxas, abdômen, couro cabeludo, entre outras áreas.

Tratamento

As microperfurações estimulam a regeneração celular por meio do processo de cicatrização, a proliferação de células-tronco e estímulo da síntese de elastina, da neocolagênese (produção de colágeno) e angiogênese (proliferação de vasos sanguíneos).

Com o aumento na produção de colágeno e elastina toda a pele é reestruturada e beneficiada com a reorganização das fibras internas, resultando em uma pele mais firme e com mais viço. Além disso, as microperfurações facilitam a absorção de alguns medicamentos na região.

Como a pele e o couro cabeludo são uma barreira do corpo, muitas vezes, não permitem que alguns ativos penetrem diretamente e cumpram seu efeito. O microagulhamento torna isso possível. No caso do couro cabeludo, são inseridos ativos que estimulam o crescimento e o fortalecimento dos fios com ótimos resultados.

Cerca de 30 min a 50 min antes de iniciar o tratamento, aplica-se um creme anestésico na região determinada. São realizados movimentos de vai e vem com o aparelho em toda área. Há produção de um sangramento que cessa após alguns minutos.

O tipo de agulha e a pressão utilizada variam de acordo com o que será tratado. Nas regiões mais sensíveis, como no couro cabeludo, por exemplo, são usadas agulhas mais finas. Já a aplicação nas bochechas, nariz e área dos olhos deve ter menor pressão, para não prejudicar os ossos e nem criar hematomas embaixo dos olhos. Para problemas que exigem maior remodelação da pele, como as cicatrizes de acne, são usadas agulhas mais grossas.

Normalmente, são feitas entre três e quatro sessões de microagulhamento, com intervalo de um mês entre elas, para recuperação da pele. Mas a quantidade de sessões e intervalo pode variar de acordo com a finalidade do tratamento e as características da agulha usada. Cada sessão dura, em média, entre 30 min e 1h.

© 2020 Clí­nica Esbelta – Medicina Integrada Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por SUPREMA COMUNICAÇÃO INTEGRADA

Back to top