Dias mais longos no horário de verão exigem cuidados com a pele



O horário de verão começou ontem (18) e o relógio foi adiantado em uma hora. O principal objetivo é a economia de energia elétrica nos horários de pico. Com os dias mais longos todos querem aproveitar mais a luz do sol e curtir o dia. Neste período, a radiação solar incide por mais tempo sobre a pele, já que o dia se torna mais longo, aumentando o risco de queimaduras, câncer de pele, manchas, entre outros problemas.

“Nessa época os raios UVB possuem alto grau de intensidade, deixando a pele vermelha, o que pode aumentar o índice de queimaduras e o risco de câncer de pele. Por isso é importante intensificar o uso do filtro solar”, explica a dermatologista Joana Costa, da Clínica Dermatológica Joana Costa, lembrando que quem tem pele oleosa deve utilizar produtos com base aquosa ou em gel.

Com a exposição mais longa ao sol, recomenda-se proteção superior a 30. Quando estiver na praia, piscina ou área externa, a pessoa deve reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, caso haja transpiração excessiva ou se entrar na água. O filtro deve ser aplicado uniformemente em todas as partes de corpo, inclusive nas mãos, orelhas, nuca e pés.

Vale lembrar que a pessoa exposta ao sol por horas, mesmo tendo utilizado um bom filtro solar, pode vir a ter danos à saúde. “O melhor a fazer é evitar o sol entre os horários das 10h às 17h. As pessoas com a pele mais clara devem ter cuidado redobrado para evitar insolação. É preciso complementar as estratégias de fotoproteção com outros mecanismos, como roupas com filtro solar, chapéus e óculos apropriados”, afirma Joana Costa.

Alguns cuidados diários simples também ajudam na prevenção de doenças da pele, como lavar o rosto com sabonete adequado e aplicar o protetor solar antes de sair de casa, todos os dias. Além disso, é importante beber muita água e hidratar o corpo. “A água, além de saciar a sede e contribuir para o bom funcionamento de órgãos internos, hidrata e contribui para o não ressecamento e envelhecimento da pele. À noite, após um dia todo de exposição ao sol, é preciso lavar bem o rosto e o corpo e utilizar hidratante”, finaliza a médica.