Chega ao Brasil nova técnica de lifting corporal



Fio absorvível de ácido poliláctico é indicado para tratar flacidez e proporcionar efeito lifting nos braços, abdome, joelhos e glúteos

O fio que revolucionou o mercado do lifting facial e corporal no mundo, agora chega ao Brasil na versão corporal. Desde o final do ano passado, a Sutura Silhouette já é utilizada com sucesso entre os brasileiros, porém, apenas na face e pescoço. A técnica corporal foi apresentada durante o Silhouette Day Expert Meeting, no último sábado (24), em São Paulo. Além disso, técnicas inovadoras e diferenciadas para a face e corpo foram apresentadas neste dia, com o intuito de deixar os pacientes cada vez mais encantadores. A sutura silhouete é capaz de devolver volume às bochechas, redefinir o contorno facial, atenuar as rugas e restaurar a pele do pescoço, agora o produto será utilizado para tratar flacidez dos braços, abdome, joelhos e glúteos.

“A sutura Silhouette possibilita duas ações conjuntas: um efeito de lifting imediato, sem intervenção cirúrgica, e um efeito regenerativo, ao estimular os fibroblastos e a produção natural de colágeno nos meses que se seguem à aplicação, proporcionando resultados progressivos e naturais”, diz a dermatologista Joana Costa, da Clínica Dermatológica Joana Costa.

O fio é composto de ácido polilático (PLA), um polímero completamente absorvível, que promove um efeito bastante natural. Depois de aplicado, o fio desaparece em no máximo três meses e o resultado dura entre 18 e 24 meses. Depois, é preciso fazer manutenção.

A técnica é recomendada para homens e mulheres com mais de 30 anos que não queiram passar por tratamentos invasivos, mas procuram resultados reais e naturais. A colocação dura cerca de 40 minutos e é feita em consultório, com anestesia local e sem deixar cicatrizes. “Pequenos furos são realizados em pontos estratégicos da área escolhida com uma agulha, que conduz o fio até a camada de gordura e o acomoda ao longo do tecido”, explica a dermatologista.

O lifting de glúteos é um dos procedimentos mais procurados no exterior, inclusive foi apelidado de Brazilian Butt. Aqui, país onde os glúteos são considerados paixão nacional, não deve ser diferente. Joana Costa esclarece que os fios são introduzidos da área inferior até a região superior dos glúteos, em formato de “V”. “Além de suspenderem os glúteos e não ficarem aparentes, os fios estimulam a produção de colágeno no lugar, melhorando também a aparência do glúteo”, finaliza a especialista. A Sutura Silhouette foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no final de 2013.